sábado, 20 de setembro de 2014

Vida sem retoque




Vida sem retoque


Água pura
do manancial
não chega límpida a seu final

O ser puro
do útero maternal
não chega imaculado ao final

A mata 
pura e virginal
é maculada e violentada até o seu final.

Vida impura
arremedo total
não chega incólume a seu final

O tom obscuro
atreve-se, proposital
não chega a amedrontar, afinal

A data
promete ser providencial
é a promessa que se cumpre até o final.

Jane Moreira e Anorkinda Neide



Nenhum comentário:

Postar um comentário