sábado, 20 de setembro de 2014

Vida sem retoque




Vida sem retoque


Água pura
do manancial
não chega límpida a seu final

O ser puro
do útero maternal
não chega imaculado ao final

A mata 
pura e virginal
é maculada e violentada até o seu final.

Vida impura
arremedo total
não chega incólume a seu final

O tom obscuro
atreve-se, proposital
não chega a amedrontar, afinal

A data
promete ser providencial
é a promessa que se cumpre até o final.

Jane Moreira e Anorkinda Neide



DA CONSCIÊNCIA





DA CONSCIÊNCIA


Sonhos que ferveram
em águas calientes
Desejos se provaram
de formas diferentes

A vida, recipiente
de forças que vieram
da Unidade senciente
e se satisfizeram

Dos sonhos ferventes de desejo
E das águas límpidas da emoção.
São trajetos que antevejo:
caminhos do amor e paixão

Acalentados são esses caminhos
da Unidade Consciente. 
Muitas flores há, sem espinhos...
Não há por ali muita gente.

Anorkinda Neide e Jane Moreira